sexta-feira, novembro 17, 2006

Capítulo 15

Y-Guaçu e seus irmãos e irmãs

“Yo tengo tantos hermanos que no los puedo contar,
en el valle, en la montaña, en la pampa y en el mar”...

Mercedes Sosa


Se tivermos um mapa da América do Sul em mãos seria interessante fazer esta pequena experiência. Primeiro, encontremos a cidade de La Paz, na atual República da Bolívia. Subindo um pouco para o norte, vamos encontrar o limite sul do Lago Titicaca. Agora, desviemos os olhos para o Leste do mapa, e encontremos a cidade de Brasília, na igualmente jovem República do Brasil. Tracemos uma linha reta entre o Lago Titicaca e Brasília.

Agora, olhemos diretamente para o norte da América do Sul e encontremos a cidade brasileira de Manaus – capital do Estado do Amazonas – um dos estados da comunidade brasileira de povos. Tracemos agora uma linha, da extremidade do lago Titicaca até Manaus. E em seguida, tracemos outra linha, de Brasília a Manaus. Se tudo tiver dado certo, a figura que teremos será uma pirâmide. Ou uma figura piramidal. Neste momento, deixemos a nossa pirâmide em paz.

Nosso próximo passo é encontrar no mapa a região do Y-guaçu. Não importa que seja Ciudad del Este (Paraguai), Ciudad de Iguazu (Argentina) ou Foz do Iguaçu (Brasil). Tracemos uma linha reta de Brasília ao Y-guaçu. É importante que enquanto continuemos traçando linhas no papel, permitamos que estas linhas também sejam traçadas em nossos corações. A extremidade da linha que estiver no Y-guaçu deve ser, desta vez, unida à extremidade do lago Titicaca, na Bolívia. Temos aí uma forma piramidal da família do triângulo. Mas continuemos o exercício.

Agora encontremos Santiago, no Chile e tracemos, uma linha reta, entre a extremidade Y-guaçu e a Cidade de Santiago. De Santiago, dirija a sua linha para o Lago Titicaca – o Umbigo do Mundo. Temos mais uma pirâmide. Dentro desta pirâmide, está grande parte do potencial humano, turístico, cultural, eco-espiritual, eco-psicológico, religioso, místico do Paraguai, Argentina e Chile que fazem contato com a região sagrada da Y-guaçu – Fonte da Neblina Criativa. No que se refere à Argentina, aqui se encontram lugares de nomes musicais que escondem grandes segredos e grandes belezas: Chaco, Santiago del Estero, La Rioja, Catamarca, Tucumán, Salta, Jujuy e Formosa. Picos nevados, as maiores alturas das Américas, ruínas de povos e pucarás de povos antigos, vales, montanhas, fauna localizada como o condor. Toda esta terra esconde milhares de lugares sagrados dos primeiros povos das Américas. Ainda hoje nas localidades de Amaicha del Valle, Tucumán (Argentina) e Isluga no Chile se celebra a festa da Pachamama – a Mãe Terra.



Na primeira Pirâmide temos montanhas andinas com centenas de lugares sagrados, vulcões, floresta amazônica, cerrados, grandes rios, ruínas incas, aimarás, o encontro do rio Negro com o rio Solimões e outras grandes manifestações do corpo de Gaia.

Na segunda pirâmide, a que liga Y-guaçu a Brasília e ao Lago Titicaca, temos Y-Guaçu – que nesta grafia queremos destacar a água como elemento principal, temos cerrados, as serras de Piraputanga e Bodoquena e outras serras, o Pantanal, florestas, o chaco paraguaio, grandes rios, santuários católicos como o da Virgem de Caacupé, no Paraguai, as ruínas jesuíticas – hoje patrimônio da humanidade, planícies, enormes montanhas, mais vulcões e outras manifestações do corpo de Gaia.

Na terceira pirâmide a que liga Y-guaçu a Santiago e ao Lago Titicaca, temos grandes áreas de Mata Atlântica, o chaco paraguaio e argentino, montanhas, vulcões, picos nevados como o Aconcagua. A maioria destes lugares hospedam Lugares Sagrados tanto pré-colombianos (ou pré-colombinos) como lugares sagrados para católicos e seguidores de maneiras sincréticas de catolicismo. É a grande família de lugares sem fronteira, a qual, Y-Guaçu, a fonte da Neblina Criativa, pertence.

Isto não quer dizer que o que estiver fora desta pirâmide não seja alvo de nossa consideração. Podemos continuar traçando linhas até chegarmos a uma versão pessoal da “grade energética mundial” que aparece neste livro. São milhares de lugares sagrados pois a terra toda é sagrada.

Nenhum comentário: