terça-feira, setembro 26, 2017

De volta à Y-Guaçu Secreta - As Cataratas do Iguaçu Chakra da Terra (II)

 Ainda lembrando o livro "A Y-Guaçu Secreta", reafirmamos que na complexa anatomia multidimensional do corpo humano e de todos outros corpos, existem sete chakras principais. Cada chakra é um centro de força ou de energia. Quem sabe observar e sentir os seus chakras consegue captar, dirigir e direcionar essa energia vital para si mesmo ou mesma e para outros desde que nunca viole a regra do benefício e do bem ou do interesse maior.
Os pontos de energia se multiplicam pois ao passo que o corpo tem sete chakras principais, cada membro pode abrigar, a sua vez, chakras principais para a região ou chakras auxiliares quando visto do todo.
A mão, o pé, por exemplo possuem chakras.  

Para relembrar a quem conheceu o livro, os sete principais Chakras da Terra são: Monte Shasta, Lago Titicaca,  Glastonbury, Ulluro-Kattjuta, Pirâmide de Khufu (também Giza ou Cheops), Kuh-el-Malek Siah e Monte Kailash. Todos são lugares naturais de grande beleza física, paisagística e natural.
Com a exceção do Sítio Sagrado Kuh-e-Malek Siah, todos os lugares sagrados apontados como Chakras principais do corpo do Planeta são também atrações turísticas abertos à visitação de milhares ou milhões de pessoas por ano. Há épocas em que entre os visitantes predominam os  possuidores de conhecimento mais restrito, não por ser algo negado à maioria mas por simplesmente não haver chegado a hora de ter o interesse necessário à liberação das qualidades necessária para buscar o assunto. Há épocas  em que  os viajantes que não têm ideia da importância dos lugares visitados são a maioria. Contudo, quer saibam ou não, quer se interessem ou não,  quer percebam ou não, o motivo desses lugares serem sagrados são inerentes a eles. São valores multidimensionais, multidisciplinares e intrínsecos a eles.
Antes de passar a uma explicação maior sobre o funcionamento e o valor dos chakras, em linguagem mais simples, é necessário dizer que esses lugares antigos, habitados outrora por civilizações hoje extintas, com suas 'sabedorias' e também com suas perversidades, não estão presos a energias da parte negativa destas civilizações. Como sendo intrínseca, as energias do lugar estão ligadas à Terra, sua história geológica, vulcanológica, e eventos fantásticos que fogem das limitações da maioria das mentes humana.
O turismo dividido em dezenas de segmentos pode oferecer excursões de cunho natural ou ecológico a esses lugares, pode oferecer 'tours' com foco na história, na geologia, na fauna, no caso dos observadores de pássaros, de insetos ou outros animais ou ainda na área do entretenimento e esportes. Mas nada disso esgota as possibilidades daqueles que vêm a esses lugares sagrados e seus desdobramentos com o ânimo de se beneficiar de suas energias intrínsecas e imanentes.

De Volta à Y-Guaçu Secreta - As Cataratas do Iguaçu como um Chakra da Terra (III) o que está em cima é igual a o que está embaixo

Sistema endócrino Fonte: Só Biologia 

Os sete chakras principais ou ainda sete chakras “tradicionais” no corpo humano equivalem basicamente às sete glândulas “principais” do sistema endócrino do corpo material. Trabalham juntos. As sete glândulas são a glândula pituitária, a glândula pineal, a tireoide, o timo, a adrenal (supra-renais), os pâncreas e as gônadas - o ovário nas mulheres ou os “testes” no homem. É como se os chakras estivessem trabalhando juntos, paralelamente, pairando ligeiramente acima delas fortalecendo e energizando essas glândulas. A glândula pineal, por exemplo,  está ligada ao chakra Ajna mais conhecida como o terceiro olho. Em dimensões mais leves do aqui e agora. O "Ajna" está ligado à visão mais etérea, mais iluminada do mundo.  Adiante voltaremos a explorar cada chakra humano e suas glândula acompanhante.

De volta à Y-Guaçu Secreta - As Cataratas do Iguaçu como um Chakra da Terra (IV) Os chakras acima, os chakras abaixo


"A Terra está viva e contém o conhecimento que você procura. É a sua consciência que determina o que ela revela. Como acessar esse conhecimento? E onde estão as chaves para abri-lo e torná-lo  seu? A Terra fala. Ame-a, honre e respeite-a e ela irá revelar seus segredos"
Barbara Marciniak 



“Toda escolha humana é cosmicamente significativa”

Além de "possuir" ou seria melhor dizer, além de haver em nós, no seu corpo os sete chakras principais tão bem divulgados até agora, temos ainda uma quantidade infinita de chakras acima do chakra coronário (cabeça) e ainda outros chakras abaixo dos pés. É muito interessante senão, reconfortante saber que possuímos chakras fora de nós tanto acima como abaixo de nossos corpos físicos e com irradiações a partir deles que nos fazem parecer como verdadeiros seres de energia. 
Dessa quantidade infinita de chakras, acima e abaixo do corpo, resume-se que existem os principais cujos números, entre quatro e seis variam não segundo os chakras em si, mas segundo a observação, o uso ou a necessidade do pesquisador de simplificar o entendimento.  
O primeiro desses seu chacras fora do corpo acima de sua cabeça chama-se, entre outros nomes, "chakra estelar" ou simplesmente "oitavo chakra".  Ainda no esforço de ilustrar e descrevê-los, diferentes escolas e estudiosos afirmam que o  chacra estelar  se encontre a 10, 15, 30 e até 60 centímetros. Número exato não cabe aqui nesta área em que as coisas não são estáveis, fixas, pesáveis ou contabilizáveis. Com um pouco de orientação, dedicação e exercício o pesquisador - buscador o sentirá bem acima de sua cabeça da mesma maneira que quem sabe andar de bicicleta, dirigir um carro ou pilotar um avião não precisa estar conferindo números ligados ao que ele está fazendo. 
Este chakra é parte de uma rede  de conexão com o universo. Os chakras acima da cabeça, começando do estelar ou oitavo chakra, pode chegar até o número 12 e cada um deles avançando em níveis cada vez mais altos e maiores de iluminação levando a uma conexão com o nível monádico da divindade, onde a "pessoa" bebe diretamente da fonte. Cada nível de chakra contém as habilidades e essência do nível anterior além de  abrir o caminho para o chakra logo acima.
Símbolos importantes 
No nível mais "iniciante" de nossa discussão dos chakras aprendemos que o primeiro chakra ou o chakra básico se situa na região do sacro também conhecido como o chakra sexual.  O que parece nos fazer entender que ele seria o mais denso ou "inferior" abaixo do qual só haveria o chão. Mas não é assim. O nosso corpo é um representação do universo. Os Vedas, a literatura sagrada da antiga Bharat (Índia) traz essa visão à humanidade.Segundo os Vedas, o universo está dividido em catorze sistemas planetários. Sete sistemas  ascendentes (acima) e sete sistemas  planetários descendentes (abaixo). As palavras "ascendentes" e "descendentes" não têm implícitas nelas nenhuma forma de julgamento. 

Resumidamente se pode dizer que os sete chakras principais, do chakra básico (1º Chakra) até o chakra coronário (7º Chakra) representam a conexão com os sete universos ascendentes. Abaixo do 1º chakra (sexochakra), há mais sete localizados nos membros inferiores do belo projeto de criação que é o corpo humano.  O Srimad Bhagavatam explica onde estão os chacras no corpo humano e que representam os setes dos 14 sistemas planetários inferiores:

"Meu querido filho Nārada, saiba de mim que existem sete sistemas planetários inferiores dos quatorze no total. O primeiro sistema planetário, conhecido como Atala, está situado na cintura; O segundo, Vitala, está situado nas coxas; O terceiro, Sutala, nos joelhos; O quarto, Talātala, nos pés; o quinto, Mahātala, nos tornozelos; o sexto, Rasātala, na parte superior dos pés; e o sétimo, Pātāla, na sola dos pés. Assim, a forma Virāṭ do Senhor está cheia de todos os sistemas planetários".

Deste modo entendemos que andamos por aí, cada um de nós, representando o Universo, a forma da divindade. Essa é a distribuição dos Sete Sistemas Planetários Superiores e dos Sete Sistemas Planetários Inferiores tal qual estão representados no corpo de Brahma. Os Sete Sistemas Planetários Superiores representados pelos Sete Chakras Principais Superiores do Corpo são chamados Bhūr, Bhuvar, Svar, Mahar, Janas, Tapas e Satya.  Os Sete Sistemas Planetários Inferiores representados pelos chakras principais inferiopres, do primeiro chakra, para baixo já mencionados são: Atala, Vitala, Sutala, Talātala, Mahātala, Rasātala e Pātāla.

 ॐ भूर्भुवस्वः ।
तत् सवितुर्वरेण्यं ।
भर्गो देवस्य धीमहि ।
धियो यो नः प्रचोदयात् ॥  

Um dos mantras mais sagrados passados pela ciência transcendental védica se chama Gayatri Mantra.  Os nomes dos três primeiros sistemas planetários mencionados no Srimad Bhagavatam, Bhūr, Bhuva e Svar constiutem a primeira estrofe do Mantra Gayatri, considerado o mantra mais sagrado dos Vedas tendo sido citado em todos os Vedas e ter sido amplamente incentivado no Bhagavad Gita. O Mantra Gayatri, está transcrito aqui. Primeiro em sâncrito, acima, seguido da transliteração em alfabeto latino. 

Om bhūr bhuva svar
tat savitur varenyam
bhargo devasya dhīmahi
dhiyo yo nah prachodayāt
O corpo da Terra também tem representado em si, os sete sistemas planetários. O primeiro começa logo abaixo do chakra da sola de seus pés. De novo não sugerimos uma medida dele, no sentido de dizer que fica a 20 ou 30 centímetros abaixo do solo. Na hora de exercitar por si mesmo a super conexão de todos os sistemas endócrino, chakral de nossos corpos com o corpo da terra  e do universo, a presença e a localização dele será sentida. Em relação às sua conexão com a terra, é possível projetar seu enraizamento até o centro da Terra.   
Está chegando a hora de começar a entender o significado do conceito de  Hermes Trimegisto ao dizer na obra Tábua Esmeraldina
"É verdade, sem engano, certo e muito verdadeiro:
O que está embaixo é como o que está em cima
e o que está em cima é como o que está embaixo;
por tais coisas se fazem os milagres de uma coisa só".

O sistema de chakras dos membros inferiores inferiores de seu corpo, da cintura para baixo, equivale e faz parte do sistema de chakras transpessoais da Terra. Assim como há chakras acima da cabeça que são transpessoais - são seus e são do universo, são seus mas não estão em você, há também os chakras abaixo dos pés que de igual maneira são seus mas não estão em você, são seus mas estão na terra e se dirigem ao interior dela de onde vem a força necessária para o complexo e simples processo de "aterramento", ou de viver com o pé no chão.          




De volta à Y-Guaçu Secreta - As Cataratas do Iguaçu Chakra da Terra


Em 2005 publiquei o livro "A Y-Guaçu Secreta, as Cataratas do Iguaçu como um Chakra da Terra". A  proposta então foi jogar, a favor do vento, a informação - semente de que as Cataratas do Iguaçu ou A Fonte da Neblina Criativa, são um Lugar Sagrado e que, acrescento agora,  assim sendo, é um lugar com imensas possibilidades de oferecer uma experiência multidimensional para todos aqueles ou aquelas que as visite. 
Como eu não sei exatamente por onde começar a retomada deste assunto, me parece apropriado, abordar essa multidimensionalidade das coisas, começando pelo número sete. 

O número sete está presente em todas as expressões e literaturas sagradas como os setes céus, sete cidades, sete pedras preciosas, sete dias da semana, sete anjos, sete trombetas, sete vales tudo com algo aberto, como um convite, ao pensamento e à especulação (no bom sentindo).  O livro "A Y-Guaçu Secreta", recapitulou o conceito de Sete Chakras  da Terra e lembrou que a regra de ouro é aquela que, parafraseando, afirma:  "o que está embaixo é igual ao que está em cima". Quer dizer é um padrão. A terra e você são um só. Tanto você como a terra no tocante à criação obedecem aos mesmos princípios. 

Você se apresenta diante de mim nesta realidade com um corpo. O Corpo é o seu veículo de manifestação. O seu corpo é um veículo para que a  sua essência divina se manifeste. Porém,   alguém mais pega carona no seu corpo para se manifestar através dele. Estou falando da  vida. Tanto você essência, como a vida vão se manifestar nesse veículo, não só para a locomoção nele, mas também para o aprendizado, a experiência, a fruição, o desfrute e o progresso. Nada que você faça neste "corpinho", nada que você desfrute, você o está desfrutando sozinho ou sozinha. A vida está desfrutando junto com você e fazendo o universo acontecer. 

O mesmo acontece com a Terra. Ela é uma entidade, um ser e deste modo é o corpo de alguém ou de alguma coisa maior. Ela é a encarnação de algo e existe para que esse algo, nela se manifeste. A terra é um veículo de manifestação da vida. Sem a terra, essa vida que hoje nela se manifesta, não teria como existir e se manifestar. 

Digo a vida em sua essência.  E quando a vida, que em si é uma entidade, se manifesta, ela o faz abundantemente usando e abusando da diversidade. Cada espécie foi criada com backup e garantida por uma enorme diversidade. Mesmo aqueles seres com quem nós não somos simpatizantes como as lesmas foram criadas ou foram permitidas a surgirem com backup e seguro contra a extinção. Só de lesmas, os cientistas têm catalogadas 26 mil espécies no Planeta.  

sexta-feira, setembro 08, 2017

Re-coding Time by Lord Buddha



Channeled through Natalie Glasson – 8th September 2017 – Original Source: Sacred School of OmNa   https://www.omna.org/

With pure Planetary Level consciousness, I, Lord Buddha, come forth to greet you. I am the overseer of the Planetary Level and a guardian of the light of the Creator. It is my purpose to oversee the spiritual evolution of all within the Planetary level and deliver all that is the Creator to you. Every shift in ascension flows from higher dimensions through my being to you and all of humanity. Today I share with you the light, messages and divine will of the Creator as they divinely flow through my being. Please be open to receive, and I will fill you with a pure white light of great wisdom and empowerment.